Árvore do Contrabando

O projeto Árvore do Contrabando, apresentado no Maksoud Plaza Hotel, reúne mais de mil embalagens de cigarros e produtos oriundos do contrabando e tem como objetivo causar impacto visual em quem passava pelo local. Confira o que os veículos de comunicação apontaram sobre o trabalho:

 

O Globo

“Uma exposição de produtos contrabandeados e pirateados foi montada no hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, com o intuito de mostrar a fragilidade das fronteiras brasileiras. Para se ter uma ideia deste mercado subterrâneo, só em 2016, o contrabando gerou perdas da ordem de R$ 130 bilhões para o País, segundo levantamento do Fórum Nacional Contra a Pirataria e a Ilegalidade (FNCP).”


Sindfazenda

“Ao lado do local da exposição, um caminhão está preparado para destruir toneladas de cigarros também contrabandeados e apreendidos pela Receita Federal. As ações, que ocorrem na manhã desta quarta-feira na capital paulista, dão início à nova campanha do Instituto Etco e do Fórum Nacional Contra a Pirataria e a Ilegalidade (FNCP) intitulada “O Brasil que nós queremos”.”

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *